“Brasileiro é só de fritar bolinhos”, segundo ex-funcionário do governo americano